domingo, 19 de setembro de 2010

O fogo A cinza (LASA, 2005)

O fogo A cinza
Prémio de Poesia do Concurso Literário Manuel Maria Barbosa du Bocage - 2005
Organizado pela LASA - Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão
(LASA - Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão, Setúbal, 2005)

***

Três Poemas



moldava o pai o fogo das palavras
o filho observava o acordar
da chama
o murmúrio do fole

ancestral era o gesto soletrado
as sílabas do malho
no cântico da bigorna

***

serena é a arte do sol
o preciso conjugar
do nascimento e da morte
o bailado das sombras

ou a mesura do gesto
com que as mãos o olhar e a alma profanam
os segredos dos deuses

***

na forja a lenta combustão
do silêncio
entre risos e acordes
libertos da memória das árvores

línguas de fogo lambendo
a face das pedras
esboçando a ciência da música

1 comentário:

Manuela Fonseca Amaral disse...

Mais uma vez os meus Parabéns, Xavier!

O 2º poema é-me muito especial na leitura. Mas gosto muito dos 3, só podia mesmo :)

Beijinho*