quinta-feira, 17 de julho de 2008

[Ao corpo, recolhe em silêncio]

Ao corpo, recolhe em silêncio.
O peso da matéria,
de novo, sente
porque uma voz te chama
para na máscara diurna
te recolheres
para inventares um sorriso.

8 comentários:

Maria Alcoforado disse...

Já "libertei" os seus comentários e já lhes respondi.

Xavier Zarco disse...

Cara Maria Alcoforado,
Agradeço, mas repare que dizer espaço livre, como refere no seu, é permitir, tal como ocorre aqui, neste blogue, o acesso à colocação de comentários, sem que estes passem pelo crivo do moderador, seja lá o que isso for.
O resto fica pela educação recebida por cada um dos intervenientes.
Grato
Xavier Zarco

Maria Alcoforado disse...

Procedi do mesmo modo que procederam comigo, só que não calarei ninguém. De qualquer modo, pense que se pode, com os comentários abertos, apagar os que se quiserem. Também disso me poderia queixar, se tivesse dado importância ao assunto.

Enfim, porque reconheço sem hesitar que é uma "ferramenta" censória e antipática, vou abrir os comentários e correr o risco de aturar gente chata. No mundo real, quando tenho esse azar, arranjo uma desculpa e retiro-me. Proceder do mesmo modo na blogosfera é contra a natureza da coisa.

Vai ver que não deixo ficar mal o meu cada vez menos discriminado género :)

Tem um lençol enorme como resposta só ao primeiro verso da dedicácia, o dos estertores, salvo seja.

Ah, tenho de lhe agradecer o facto de me fazer puxar pela cabeça.

Maria Alcoforado disse...

Andei a gastar o meu latim. Fui ingénua. Tem a resposta no meu blog,
mas leia-a sóbrio, por favor.

Xavier Zarco disse...

A minha também já lá está, ou deveria estar... a diferença é que no meu blogue é em directo, no seu é em diferido

Maria Alcoforado disse...

Durante a noite o meu blog foi destruído. São já de estremer as perspectivas do presente. Deixei uma mensagem a dar conta disso numa página que nunca mais albergará o quer que seja, salvo quando e se souber como sucedeu.

Maria Alcoforado disse...

Nem a página aparece. Deixo-lha aqui.


http://mariaalcoforado.blogspot.com/2008/07/algo-ou-algum-apagou-o-meu-blog.html

Xavier Zarco disse...

Cara Maria Alcoforado,
Era para lhe enviar esta mensagem por e-mail, mas o seu "blogger" não está disponível. Assim, deixo-lhe aqui:
Lamento o sucedido.
Já contactou a entidade que gere o "blogspot"? Se sim, o que eles dizem sobre o assunto?
De facto, é estranho. É estranho e, se foi obra de terceiros, é de lamentar.
Espero que consiga descobrir o quem, o como e, sobretudo, o por quê.
Podemos não concordar com o que se diz, mas a liberdade de opinião, naturalmente balizada pelas normas da sã convivência, é salutar.
Com os meus cumprimentos

Xavier Zarco