terça-feira, 31 de março de 2009

[No recorte da luz]

No recorte da luz,
descobre a forma,
a fonte
onde os sentidos se projectam
e esboçam o corpo
fugidio do vento.

8 comentários:

Fragmentos Betty Martins disse...

.______querido Xavier Zarco



além do prazer de o ler____quero lhe desejar




UMA SANTA PÁSCOA







um grande beijO

Um Poema disse...

....

É muito bom ficar a conhecer o caminho para cá.

Obrigado pela visita e pela amizade.

Um abraço

Helen De Rose disse...

Exactamente, Camarada, tal como no texto do Júlio Saraiva se encontra descrito. A imagem é a imagem, não a pessoa em concreto que a imagem representa. E é, neste caso, um ponto de partida para o surgimento de um bom soneto.
Um abraço
Xavier Zarco
Xavier Zarco | Homepage | 06.09.09 - 9:22 am | #


Xavier Zarco, a imagem é a imagem, mas meu nome é meu nome. Não admito que ninguém utilize meu nome para ser comparado a uma messalina. Acredito que vc tbm não iria gostar se fizessem isso com alguém da sua familia. Ele pode até utilizar minha imagem, mas o meu nome, sem autorização e sem aviso prévio?? Tem lei que julga isso. Vc gostaria de ver seu nome e sua foto sendo comparada a um viado travesti ou corno manso? Messalina aqui no Brasil é conhecida como prostiuta, puta, mulher da vida. Ora veja, sou uma mulher casada, mãe de dois filhos e fiel ao meu marido.

Cármen Neves disse...

Oi Xavier! Tudo bem? Belos versos!Abraços

Vanelkian disse...

Bem pensado...
Abraço!

Efigênia Coutinho disse...

"[No recorte da luz]"
Xavier Zarco

Coisa linda seus versos, serei sim uma leitora de sua obra literária, meus cumprimentos,
Efigênia Coutinho

Luis disse...

Gostava de trocar algumas palavras consigo. Um amigo comum. lasm456@hotmail.com

Obrigado
Luis Mota

Rita Cipriano disse...

Caro Xavier,

Foi igualmente um prazer tê-lo como apresentador no lançamento. Obrigada pelas informações.

Um beijinho,
Rita.