sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

[Acordei cedo. Cedo demais tal-]

Acordei cedo. Cedo demais tal-
vez. Aqueço café. Entre mãos, guardo o
calor da porcelana. Saio. Vou
para a varanda. É fria a brisa que
me diz bom dia. É bom dia, acordei
a tempo para ver os malmequeres
abrirem suas pétalas para o
sol saudarem. Bom dia, mundo. Fecho
o caderno dos versos e vou com
o sol rumo ao eterno nascimento.

1 comentário:

Menina_marota disse...

Que seja então Bom Dia!

"...Entre mãos, guardo o
calor da porcelana."

Uma imagem que me reflecte, já que o calor da porcelana me ajuda a saborear melhor o café... ;)